sempre fui skinny, magrérrima, e depois engordei... resolvi fazer uma dieta a sério e já lá vão dois anos desde que fiquei outra vez o meu verdadeiro eu... aqui vou partilhar com vocês as minhas dicas... tu consegues!
.Calculadora de Calorias
.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

Sexta-feira, 22 de Junho de 2012
Cozinha e Dieta Saudável

 

A dieta mediterrânica, com azeite, vegetais e fruta ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e alguns tipos de cancro. Prefira grelhados e cozidos e evite refeições pré-preparadas e molhos.

 

Água à refeição engorda?
Não e recomenda-se beber um litro e meio de água por dia, pelo menos. Além de não ter calorias, a água constitui 70% do nosso corpo e intervém, entre outras, na regulação térmica e na reparação de tecidos.

 

A manteiga é mais gorda do que a margarina?
As duas fornecem as mesmas calorias, pois são compostas por 80% de matéria gorda, no mínimo. Mas a margarina, sobretudo a de origem vegetal, é preferível, pois contém ácidos gordos insaturados. Se optar pelas margarinas ou manteigas magras ou light, estas contêm, no máximo, 41% de matéria gorda, mas não servem para uso culinário, devido ao seu teor em água.

 

Qual a melhor gordura para fritar?
Evite a margarina e a manteiga. Os óleos mais resistentes ao calor são os alimentares (de mistura), de amendoim, de girassol e o azeite. Frite os alimentos a 180ºC, pelo menos, excepto as batatas (basta a 175ºC). Mude o óleo a cada 12 utilizações, no máximo, ou depois de 3 meses, caso frite pouco. Antecipe a sua renovação se o óleo estiver degradado. O aquecimento repetido estraga um óleo. Frite todos os alimentos de seguida, já que os aumentos e as reduções de temperatura podem ser prejudiciais. As gorduras dos fritos de produtos com farinha, ovo ou pão ralado degradam-se mais facilmente. Não as aproveite. Para reduzir o óleo nos panados, doure bem os alimentos. A crosta impede a entrada de óleo.

 

As batatas cozidas têm menos calorias?
Sim. Se forem fritas, têm o triplo das calorias. Cozidas, são menos calóricas do que a massa e o arroz cozidos. É o modo de as preparar, e não as batatas em si, que as torna calóricas, sobretudo, quando se utiliza gordura. Prefira as batatas assadas, cozidas, em puré ou estufadas. Se fritar, corte-as grossas, para absorverem menos gordura e, antes de as colocar no óleo, seque-as bem. Caso utilize batatas congeladas, coloque poucas no cesto, para que não demorem a fritar e absorvam menos gordura.

 

Que alimentos não se deve misturar à refeição?
As chamadas dietas dissociadas, como a de Montignac, não permitem juntar gorduras e hidratos de carbono (torradas com manteiga e batatas fritas, por exemplo). Só são permitidos os pratos que juntem hidratos de carbono e proteínas ou gorduras e proteínas.
Não há base científica para uma suposta vantagem em separar as gorduras e os hidratos de carbono. Estas dietas podem ainda revelar-se pobres em hidratos de carbono, o que diminui as reservas de glicogénio. No limite, o corpo recorre às proteínas, com a consequente perda de massa muscular. Mas tendem a ser ricas em gordura, o que tem efeitos nocivos na saúde cardiovascular, por exemplo.

 

Os alimentos integrais são mais saudáveis?
Os produtos integrais contêm mais fibras. O pão integral, por exemplo, tem mais fibras, vitaminas e sais minerais do que o pão branco. As fibras ajudam a saciar e controlar o apetite e estimulam o trânsito intestinal. Estudos indicam que ajudam a prevenir o cancro do cólon, diabetes e doenças cardiovasculares. Por dia, recomenda-se 25 a 30 gramas de fibras, entre fruta, legumes e cereais integrais. 

 

O que significa "light"?
Um produto só pode ser considerado light se apresentar uma redução de, pelo menos, 30% num nutriente como gordura ou açúcar, face ao alimento tradicional. O rótulo deve indicar as características que o tornam light: “menos 33% de gordura”, por exemplo. Mas não significa que o produto seja menos calórico: pode reduzir a gordura e compensar no açúcar, mantendo o valor energético.

 

O que significa "sem adição de açúcar"?
“Sem açúcares adicionados” significa que o produto não contém açúcar ou outro ingrediente com propriedades edulcorantes. Mas quando os açúcares estão naturalmente presentes, como no chocolate, que contém açúcar natural do leite e cacau, devem indicá-lo no rótulo.

 

Os edulcorantes têm risco?
Apesar de serem precisos mais estudos sobre a influência dos edulcorantes em doenças, sabe-se que alguns podem provocar alergias ou hipersensibilidade. É o caso do aspártame, utilizado para adoçar café ou iogurte. Este substituto do açúcar é uma opção para os diabéticos. Os edulcorantes artificiais são ainda usados nos alimentos e bebidas light: apresentam um valor calórico nulo ou quase nulo. Mas é preciso cuidado para não ultrapassar as doses diárias admissíveis. Sendo o limite calculado em função do peso, as crianças devem limitar o consumo de edulcorantes, pois atingem mais depressa a dose máxima. As grávidas devem, também, evitar o seu consumo. Quem sofre de fenilcetonúria, incapacidade de metabolizar a fenilalanina, não deve consumir produtos com aspártame, pois estes contêm fenilalanina.

 

Qual a melhor alimentação para problemas de colesterol?
Nestes casos, as gorduras saturadas são um alvo a abater. Carnes vermelhas, charcutaria e outros produtos gordos de origem animal devem ser banidos da dieta, bem como alimentos ricos em ácidos gordos trans. É o caso dos produtos de padaria, bolachas e óleos de fritura reutilizados, entre outros. Já as gorduras monoinsaturadas, como o azeite, ajudam a reduzir o mau colesterol. Nas gorduras polinsaturadas, os benefícios vêm, sobretudo, dos ácidos gordos ómega 3 e ómega 6. Peixes gordos, como salmão, atum, cavala e sardinha, os óleos vegetais de milho e girassol, e frutos oleaginosos, como nozes e amêndoas, são amigos do coração.

 

Qual o valor dos produtos anticolesterol?
Margarinas, leites e leites fermentados à venda contêm esteróis e estanóis vegetais, componentes naturais de plantas que actuam no intestino, limitando as hipóteses do mau colesterol entrar no sangue. Mas o seu consumo deve ser complementado com uma dieta equilibrada e variada, rica em fruta e vegetais, e exercício físico. “Reduz o colesterol” é uma das alegações de redução de risco de doença ou de saúde que só pode ser feita quando comprovada pela ciência. A Comissão Europeia aprovou uma lista de alegações para todos os Estados-membros e as condições para a sua utilização. A quantidade e a forma de ingerir o produto, indicação da importância de uma dieta variada e equilibrada e avisos de riscos ou quem deva evitar o seu consumo também são obrigatórios nos rótulos.

 

A fonte deste artigo é da Deco Proteste.

publicado por suzi às 09:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Junho de 2012
Alimentos Saudáveis e Económicos

 

É possível comprar alimentos saudáveis, em vez de passar, devido à crise, para uma dieta de batatas fritas, queijo e massas, ou hambúrguer e cachorros.

Faça o seu próprio café em casa, compre fruta e legumes da estação, e ocasionalmente, substitua a carne por fontes de proteínas alternativas, como ovos e feijão, e, mesmo que pareça uma solução fácil, barata e muito tentadora, mantenha-se afastado das cadeias de Fast-Food. A fotografia bonita não compensa a falta de nutrição.

Os tempos de crise financeira, como a que atravessamos de momento  não significa que tenhamos de nos alimentar de forma pouco saudável. Devemos planear com tempo, comprar na praça, feira ou mercado e aproveitar os produtos de marca própria dos hipermercados podemos poupar muito dinheiro e ao mesmo tempo fornecer alimentos ricos e saudáveis para toda a família.

 

Fruta e Vegetais

“Comprar alimentos frescos é demasiado caro”. Errado. De facto, comprar fruta e legumes da estação é bastante económico. Aproveite para comprar alguns alimentos em maior quantidade, poderá também poupar com os desconto de quantidade.

Se não estiverem na estação, poderá adquirir fruta ou legumes enlatados a preços muito acessíveis. Aproveite e confira as marcas próprias dos hipermercados, já que a qualidade é assegurada e a preços muito inferiores. Estes alimentos são enlatados ainda muito frescos, pelo que a qualidade nutricional se mantém praticamente na íntegra.

Uma das melhores formas de conseguir vegetais e frutos frescos é cultivá-los você mesmo, caso possua um quintal ou um pequeno jardim com espaço suficiente para o fazer. Caso não tenha espaço, poderá sempre plantar ervas frescas num vaso dentro de casa.

 

Proteínas

Conseguir proteínas pode ser algo complicado com um orçamento reduzido. Bife do lombo ou lagosta fresca é apenas uma miragem para carteiras apertadas, mas poderá ainda encontrar boas peças de carne a preços baixos.

Em primeiro lugar, é preferível comprar peças de carne não preparadas. Poderá marinar ou rechear a carne você mesmo, não precisa que o talho ou loja faça isso e cobre pelo serviço. Poupa dinheiro, e poderá ter um maior controlo sobre o teor nutricional e o nível de sal dos temperos. Comprar frango inteiro custa bastante menos, e poderá prepará-los facilmente para confecionar uns saborosos peitos de frango. As carnes menos nobres da vaca ou do porco são bastante mais baratas, contudo, apresentam muitas vezes uma rigidez ou gorduras que se podem tornar bastantes desagradáveis. Ao estufar estas carnes, o tempo de cozedura vai fazer a carne amolecer e devido ao tempo da confecção vai obter um saboroso prato.

E a carne não é a única opção. Considere substituir a carne por alternativas proteicas duas ou três vezes por semana. O feijão, favas, ervilhas ou ovos são apenas exemplos de excelentes fontes de proteínas que ajudam a manter bons níveis de nutrição em tempos de crise.

Cereais
Tal como no caso das fontes de proteínas, comprar produtos menos processados é preferível. Prefira arroz (integral) às misturas que muitas vezes são apenas engenhosos truques de marketing que nada beneficiam a sua nutrição e saúde.

 

Bebidas

Uma excelente solução para poupar mais é comprar um filtro de água em vez de comprar água engarrafada. Se preferir os sumos, opte por concentrados em vez de refrigerantes.

Beba o café da manhã em casa. Acrescentar umas gotas de leite ou natas (magras) dará ao café da manhã um toque especial, e muito mais barato do que sair todas as manhãs para tomar o pequeno almoço na rua.

Utilize o kéfir em vez de iogurtes, é mais benéfico para a saúde e poupa imenso!

 

Snacks

Os snacks (batatas fritas de pacote, tiras de milho de pacote, etc) são normalmente produtos de pobre nutrição e pouco saudáveis. Evite este tipo de produtos, mas se não conseguir viver sem eles, opte por pacotes familiares e faça você mesmo os pacotes individuais. Poupará cerca de 50%.

Dicas Gerais

- Compre produtos de marca própria do hipermercado (ou marca branca).

- Compre produtos familiares e em pacotes grandes para poupar dinheiro e faça depois em casa pacotes individuais.

- Compre produtos em saldo ou em promoção e congele para consumir mais tarde.

- Não caia nas armadilhas dos hipermercados. Junto às caixas para pagar estão colocadas várias “ilhas” de produtos como pastilhas elásticas, gomas, doces, bolos, biscoitos, entre outros, que as pessoas são tentadas a comprar enquanto esperam na fila para pagar. Concentre-se na secção dos legumes e frutas frescos.

- Use coupons de descontos. Mas apenas para aqueles produtos que já consome normalmente, e não para produtos ricos em gorduras ou açúcares.

- Cozinhe em casa e evite sair para jantar.

- Mas se decidir sair para jantar fora, não se envergonhe e caso sobre muita comida, diga ao empregado para guardar e leve para casa.

- Substitua a carne por outras fontes proteicas de custo reduzido duas a três vezes por semana.

 

Este artigo foi retirado daqui.

publicado por suzi às 17:29
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Junho de 2012
Kéfir

 

O KEFIR é um complemento e enriquecedor alimentar probiótico, com valores e empregos terapêuticos de relevante abrangência que vão além do mero uso na alimentação básica. Consiste num conjunto de microorganismos vivos que condicionam uma cadeia de simbiose ente si e as células do organismo humano. São amigos da vida humana e grande aliados no combate de um número amplo de doenças e disfunções. É um iogurte poderoso e muito benefico para a nossa saude. Possui a aparência de “grãos” que variam de tamanho, aproximadamente 3 a 7 milímetros e de textura plástica, opaca, ligeiramente transparente que pode ser de coloração branca ou amarelada. Não se trata de algo desenvolvido por pesquisas de laboratório, foi durante séculos um segredo étnico. Estudado por pesquisadores ocidentais no decorrer do século XX, vem se popularizando mundialmente desde 1999 com maior intensidade. E há uma forte tendência para que ocupe papel de destaque no século XXI. Atribui-se ao uso diário do kefir a famosa longevidade e saúde dos habitantes das montanhas russas do Cáucaso que são os únicos a alcançarem a idade de até 120 anos gozando de total saúde. Trata-se de uma cultura de fácil utilização caseira, sua exploração industrial não tem sido possível até o presente momento e as tentativas comerciais que se encontram no mercado e presentes em apenas alguns poucos países, colocam em circulação um similar com propriedades reduzidas e incompletas. É possível a sua exploração artesanal. Na Rússia 70% dos laticínios são à base de culturas de kefir. É conhecido também como um elemento da ecologia corpórea por promover um ecossistema orgânico dentro do corpo com total equilíbrio. O seu emprego diário alimentar e terapêutico varia em quantidade de acordo com a finalidade e especificação. Não possui efeitos colaterais nem desenvolve intolerância, pode ser consumido em veículo líquido, água, sucos, leite de vaca, cabra, búfala, ovelha, leite de coco, de soja, queijos e receitas culinárias. Há vinagres balsâmicos e comuns desenvolvidos a partir da cultura do kefir. Crianças com intolerância ao leite comum podem assimilar o kefir lácteo e por ser algo caseiro é inúmeras vezes mais barato do que as alternativas à venda. É chamado de matriz os grãos que formam o produto a ser consumido, o resultado da inoculação por grãos de kefir pode ser chamado de cultura mãe, também serve para obter a inoculação de leite e sucos, há uma diferença grande entre os grãos de kefir e a fermentação derivada de seu produto. Esta última não é capaz de produzir a chamada isca para um novo kefir ou produto. Kefir é uma realidade comunitária biologia em defesa da vida e da saúde, uma união agregativa e não desagregativa de forças do bem em nossas vidas, uma atitude yogui por excelência é a sua disseminação, a palavra yoga significa união, com tal conotação.

 

 

MODO DE PREPARO DO KEFIR: Kefir pode ser preparado com água ou leite. Para o uso de apoio em terapias emprega-se uma quantidade maior do que como complemento na alimentação básica e para tal a água é mais indicado. EM ÁGUA: Adicione de 2 a 4 colheres de sopa com grãos de kefir em um litro de água mineral. Coloque 3 colheres de sopa de açúcar mascavo, rapadura moída ou melado de cana de boa qualidade. Mantenha uma boa higiene no preparo. O recipiente pode ser de vidro, inox, ou plástico de boa qualidade. Tampe o recipiente para evitar a presença de impurezas, ciscos, poeira e insetos, mas deixe uma saída de ar, pois na fermentação haverá a expansão de gás carbônico e se for hermeticamente fechado poderá explodir, cubra com pano ou tuia e prenda-o com um elástico ou pode ainda colocar num frasco fechado desde que deixe um terço do frasco vazio.

 

 

Deixe em temperatura ambiente durante 10 a 40 horas, lembre que os dias mais quentes aceleram a cultura e os dias frios retardam. O kefir se desenvolve bem na temperatura ambiente de 20 a 30 graus centígrados. Dependendo da finalidade ou gosto o tempo de fermentação da cultura varia. Coe e armazene em recipiente igual ao anterior. Nunca utilize alumínio ou ferro em nenhuma das etapas. Os grãos se multiplicam com rapidez e devem ser reaproveitados para uma nova cultura e utilizados para a importante disseminação comunitária, lembre-se de sua preciosidade.

 

 

Os
grãos possuem valor individual, familiar e coletivo, são bons para nos ajudar individualmente e coletivamente. NO LEITE: O procedimento é igual ao da água, com a diferença de que o leite deve ser morno ao iniciar a cultura. Leite pasteurizado pode ser empregado. É aconselhável que se tenha sempre em mãos uma cultura na água também, pois o leite é um produto que vem sendo adulterado com substâncias químicas desde a alimentação da vaca até o seu acondicionamento e com o tempo a cultura de kefir pode sofrer alterações. Não há necessidade de se adicionar açúcar mascavo ou equivalente ao leite, ele já tem o seu açúcar próprio que conhecido pelo nome de lactose. A lactose é consumida e transformada pela cultura e torna o leite enriquecido e assimilável por aqueles que possuem intolerância à lactose, adultos e crianças até da mais tenra idade, como bebes, por exemplo. O sabor é muito palatável. MODO DE USO DO KEFIR: Tem uso interno e externo. O uso externo é indicado para problemas cutâneos como acne com incrível eficácia e para a manutenção e regeneração da pele. No uso contínuo e diário, com 300ml a 500ml (meio litro) já se consegue bons resultados e benefícios. Para a maioria dos empregos terapêuticos aconselha-se a ingestão de kefir feito com água na quantidade aproximada de um litro por dia e dois litros em casos graves de anemia e para uma intensa desintoxicação orgânica. É recomendada a ingestão diurna do kefir, após o por do Sol a interação química com o corpo não é das melhores e deve ser evitada. Não comemos os grãos de kefir, mas sim ingerimos a parte líquida de fermentação da cultura. Pode ser refrigerado, misturado na base de 50% nos sucos de frutas. Kefir com mel e guaraná em pó é um tônico geral maravilhoso. Os produtos lácteos do kefir podem ser adicionados a frutas, utilizados em receitas variadas, mas sempre consumido cru. O uso de chás medicinais para a fermentação desta cultura traz bons resultados. O conhecimento do uso e modo de consumo do kefir é ainda uma página nova na aventura da vida humana e espero que a sua pessoa venha dar suas contribuições em editá-la. O kefir de 12 horas de fermentação produz efeito laxativo no intestino, o de 24 horas é um pouco laxativo (ideal para quem tem o intestino normal) e o de 40 horas de fermentação prende o intestino. ARMAZENAMENTO: Após coado, o líquido resultante da fermentação da cultura deve ser conservado em refrigeração, mesmo quando consumido na forma de queijos. A duração de seus produtos vai até no máximo três dias, mesmo sob refrigeração. Os grãos, após lavados e secados devidamente à sombra em temperatura ambiente, podem ser mantidos refrigerados a 4°C ou liofilizados por congelamento. As formas comerciais de kefir contém apenas uma parcela de seus componentes e o mais conhecido é o kefiran. O armazenamento do kefir tem sido a maior barreira para a sua ampla comercialização. Até mesmo as matrizes vendidas por correio no exterior não são o verdadeiro kefir por serem apenas elementos parciais do kefir, assim como em yoga, a fonte de aquisição é um fator fundamental em sua eficiência e garantia. Os grãos verdadeiros são adquiridos de pessoa a pessoa, pessoalmente e com uma corrente de bons fluídos, da qual o kefir é apenas mais um componente. BENEFÍCIOS DIETÉTICOS E TERAPÊUTICOS: O kefir é tido como um ótimo regulador do peso. A associação simultânea de kefir com jejum é um desastre, o kefir atua como um enzimático poderoso e acentua amplamente o anabolismo, ou seja, a assimilação de nutrientes, isto faz com que seja necessária a utilização de comida normalmente. Para os que gostam de jejuar o uso nos dias de jejum pode ser suspenso. Se alimentar só de kefir é uma atitude errada e contra indicada. Um grande restaurador da vitalidade e da disposição física, mental e emocional é o nosso amigo kefir. Se diz que o kefir é uma bênção para o nosso século porque é um auxiliar vital e importante contra diversos tipos de disfunções e moléstias que são típicas de nossos dias, por exemplo: Ajuda a combater os males
contraídos por irradiações, exposições a monitores de vídeo, na desintoxicação de poluentes tóxicos, etc. Combate distúrbios nervosos, a ansiedade e a
insônia, reduz o colesterol e regulariza a digestão, restaura rapidamente a micro flora intestinal, ótimo para quem se submeteu a longos tratamentos com antibióticos. Na Rússia e na Alemanha o uso em hospitais psiquiátricos tem obtido nobre respeito. Promove uma absorção orgânica muito maior de sais minerais e vitaminas, principalmente a vitamina B12, ajudando nos problemas de desnutrição. Auxilia a absorção de proteínas. Tem sido usado no tratamento de pacientes que sofrem de AIDS. Aumenta a imunidade em grande escala. Tem colaborado no tratamento de herpes, câncer e síndrome de fadiga crônica. O uso regular de kefir pode ajudar a remover todo tipo de desordem do aparelho digestivo. A purificação orgânica que promove auxilia a obtenção de um eco sistema interno perfeito para a saúde e para a longevidade. Kefir pode ser usado nos seguintes casos: Desequilíbrios emocionais e de origem nervosa. Erupções cutâneas. Problemas renais e da bexiga. Anemias. Problemas respiratórios. Alergias. Disfunções hepáticas. Diarréia. Prisão de ventre. Problemas cardio-vasculares (infarto e arteriosclerose). Reumatismos. L.E.R., tumores. Doenças do estômago, úlceras pépticas e duodenais, gastrite. Digestivo, não produz intolerância ou efeitos colaterais. Em doenças graves e prolongadas deve ser tomado abundantemente três vezes ao dia meio litro por vez. Para bebes a sua colaboração no desenvolvimento de um aparelho digestivo saudável é vital.

Kefir é rico em vitamina B12, B1 e vitamina K. É uma fonte excelente de biotina, a vitamina B que aumenta a assimilação das outras vitaminas do complexo B.

publicado por suzi às 23:22
link do post | comentar | favorito (1)
Sexta-feira, 15 de Junho de 2012
Bagas Goji

 

As bagas Goji ou goji berries são umas bagas vermelhas provenientes do Noroeste da China e do Tibete. Goji é o nome dos frutos da planta Lycium barbarum. São vendidas no seu estado seco, ainda cruas, porque são desidratadas ao sol ou a temperaturas inferiores a 40ºC. São saborosíssimas e podem ser comidas directamente do pacote ou adicionadas a cereais de pequeno-almoço, saladas de frutas, batidos, como se tratasse de qualquer outra fruta seca.

Embora sejam uma novidade na cozinha Ocidental, os chineses têm conhecimento dos poderes especiais desta baga desde há milhares de anos. Das cerca de 8000 ervas e alimentos que fazem parte da Medicina Tradicional Chinesa, as bagas Goji são consideradas a erva-alimento nº1. Estão no topo da tabela.

 

 

As bagas Goji contribuem para uma vida alegre, energética e saudável. Saborosas, fáceis de incorporar no dia-a-dia e tão concentradas em nutrientes, não admira que estas pequenas bagas sejam um fenómeno extraordinário de sucesso por todo o mundo.

As bagas Goji são provavelmente a fruta mais rica em nutrientes que existe no planeta. São uma fonte de proteína completa. Contêm 18 aminoácidos diferentes, entre os quais estão os 8 essenciais ao corpo humano. Contêm até 21 minerais, entre os quais: zinco, ferro, cobre, cálcio, selénio e fósforo.
As Goji berries contêm também vitaminas B1, B2, B6 e vitamina E. E também polissacarídeos, que fortificam o sistema imunitário, sendo que este é um dos elementos responsáveis pelo seu extraordinário efeito anti-envelhecimento.

Contém 19 aminoácidos, que ajudam a formar as proteínas, incluindo os oito que são essenciais para a vida.

Contém 21 minerais vestigiais, incluindo germânio – considerado em estudos como tendo atividade anti-cancerígena, que é raro como fito-nutriente.

Contém o espectro completo de carotenóides antioxidantes, incluindo beta-caroteno (maior concentração que a cenoura) e zeaxantina (protetor dos olhos). O goji é a maior fonte de carotenóides conhecida.

Contém 2500 mg de vitamina C por 100 gramas da fruta.

Contém beta-sisterol, fito-nutriente com função anti-inflamatória, que ajuda também equilibrar os níveis de colesterol e pode ser usado no tratamento de impotência sexual e equilíbrio da próstata.

Contém ácidos graxos essenciais, que são necessários para síntese de hormonas e regula o funcionamento do cérebro e sistema nervoso.

Contém cyperone, um fito-nutriente que traz benefícios ao coração e à pressão sanguínea.

Contém fisalina, fito-nutriente usado nos transtornos da hepatite B.

Contém betaína, fito-nutriente usado pelo fígado para produzir colina. A betaina promove grupos metil com reações energéticas no corpo, ajuda a reduzir o nível de homocisteína, um fator de risco em problemas cardíacos, protege a célula em nível de ADN.

Na Medicina Tradicional Chinesa, as bagas Goji têm sido consideradas como um alimento da mais alta qualidade para promover a longevidade, dar

força e estimular a potência sexual.

 

 

Muitos estudos publicados nos últimos anos, principalmente na China, reportam possíveis efeitos medicinais das bagas Goji, especialmente devido às suas propriedades antioxidantes, incluindo potenciais benefícios contra doenças cardio-vasculares e inflamatórias, problemas de visão, do sistema neurológico e imunitário. Também se lhe atribuem propriedades anti-cancerígenas. É uma fruta anti-envelhecimento por excelência, aumentando os níveis de energia, ajudando no processo digestivo e na perda de peso - por ser tão concentrada, basta comer pouca quantidade para se sentir saciado e bem nutrido.
Os aminoácidos presentes nestas pequenas bagas estimulam o funcionamento de células brancas até 300%, tornando muito difícil que quem as consome fique constipado ou com gripe.

Uma das mais recentes descobertas acerca dos benefícios das bagas Goji é a sua capacidade de melhorar os níveis de insulina nos diabéticos. As bagas Goji têm ainda a propriedade de o fazer rir e sorrir durante o dia todo. Por isso há quem lhes chame de happy berry ou smiling berry.

Como usar

Directamente do pacote, em misturas com outras frutas secas e/ou frescas, em batidos, mueslis, chás (excelente para melhorar o sabor de alguns chás medicinais, mitigando o sabor adstringente ou amargo que muitas plantas têm).
Também podem ser demolhadas e rehidratadas em água. Esta água é excelente para hidratar o corpo e pode ser usada como base para qualquer receita culinária. Dosagem: quantidade razoável – 15 a 45 gramas diárias, ou seja, cerca de uma mão-cheia.

 

As bagas Goji podem adaptar-se a climas europeus e é uma planta naturalizada na Grã-Bretanha há mais de 200 anos. Porque não lançar uma bagas no solo do seu quintal (ou num vaso, se vive num apartamento) e ter o privilégio de consumi-las frescas sempre que lhe apetecer? É uma planta que se propaga muito facilmente. Só não gosta de demasiada chuva.


Fonte: Centrovegetariano e Wikipedia

publicado por suzi às 10:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Junho de 2012
Sementes de Linhaça

 

Este blog irá focar também diversos artigos sobre alimentação saudável e alguns alimentos que são uma excelente opção nutricional. Irei começar com as sementes de linhaça que utilizo há vários anos como prevenção de diversas doenças. Aqui fica uma descrição pormenorizada.

 

É considerada como um alimento funcional, ou seja, que contém, além de seus nutrientes básicos (carboidratos, proteínas, gorduras e fibras), elementos que podem diminuir o risco de algumas doenças pois o seu uso contínuo pode proporcionar aumento da defesa orgânica e redução do ritmo de envelhecimento celular.

Na composição da semente de linhaça estão presentes proteínas, fibras alimentares e ácidos gordos poliinsaturados (Omega 3 e Omega 6), que lhe conferem a propriedade de alimento funcional. A semente de linhaça é a mais rica fonte de Omega 3 existente na natureza.

Muitos estudos estão a ser desenvolvidos para confirmar os benefícios do consumo regular da semente de linhaça. Alguns desses estudos afirmam que a linhaça pode ajudar a baixar os níveis de colesterol, pois é rica em fibras solúveis. Também estão a ser estudadas outras funções que têm benefícios como:

 

- Rejuvenescedor;

- Diminuição de peso;

- Auxílio no combate à anemia;

- Auxílio no combate ao cancro: de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc;

- Auxílio no combate ao acne;

- Auxílio no equilíbrio hormonal, amenizando distúrbios causados pela TPM e menopausa;

- Auxílio na diminuição do risco de aterosclerose;

- Auxílio no controle da diabete - da glicemia;

- O consumo regular de linhaça favorece o controle dos níveis de açúcar no sangue;

- Vitalidade Física;

- Sistema Digestivo;

- Sistema Nervoso;

- Doenças Inflamatórias;

- Retenção de Líquidos;

- Sistema Imunológico;

- Sistema Cardiovascular;

- Funcionamento Intestinal;

- Para o auxílio na redução de colesterol;

- Para combater a agressividade e a obesidade;

- Condições da Pele e do Cabelo.

 

Composição nutricional de 15 g da Semente de Linhaça:

 

Valor calórico 43 Kcal

Carboidratos 1 g

Proteínas 2 g

Gorduras totais 3 g

Gorduras Saturadas 0 g

Gorduras Trans 0 g

Fibra alimentar 3 g

Omega-3 58%

Omega-6 16 %

Sódio 7,8 mg

Além disso, é a maior fonte alimentar de lignanas, compostos fitoquímicos parecidos com o estrogénio, que teriam propriedades anticancerígenas, principalmente em relação ao cancro de mama e cólon. Ainda contém vitaminas B1, B2, C, E e Caroteno e minerais como ferro, zinco, alguma quantidade de potássio, magnésio, fósforo e cálcio.

A semente de linhaça moída trás mais benefícios nutricionais que a semente inteira, que possui uma casca dura, difícil de digerir. Portanto, uma forma fácil de quebrar as sementes é passá-la em um processador ou liquidificador, para que não vire pó. Depois, guarde-a no frigorífico e deixe fora da luz. Desta forma, a utilização será ainda melhor.

As sementes podem ser utilizadas em iogurtes, saladas, sumos, vitaminas, misturada com cereais, massas de pães e bolos e em todos os outros alimentos. Também pode substituir o óleo ou gordura utilizada numa receita. Por exemplo, se uma receita pedir 1/3 chávena (chá) de óleo, substitua por 1 colher (sopa) de semente de linhaça moída.

Vitalidade Física:

Um dos mais notáveis indicativos de melhora devido ao consumo de linhaça é o aumento progressivo de vitalidade e energia. A linhaça aumenta o coeficiente metabólico e a eficácia na produção de energia celular. Os músculos se recuperam da fadiga do exercício.

 

Baixa de Peso:

A linhaça moída é excelente para baixa de peso, pois elimina o colesterol de forma rápida.

Ajuda a controlar a obesidade e a sensação desnecessária de apetite, por conter grandes quantidades de fibra dietética, tem cinco vezes mais fibra que a aveia. Se deseja diminuir o peso, tome uma colher durante a tarde.

Combate ao Cancro:

de mama, de próstata, de colon, de pulmão, etc. A semente de linhaça contém 27 componentes anti-cancerígenos, sendo um deles a LIGNINA. A semente de linhaça contém 100 vezes mais Lignina que os melhores grãos integrais. Nenhum outro vegetal conhecido até agora iguala essas propriedades. Protege e evita a formação de tumores. Só no cancro se recomenda combinar semente de linhaça moída com queijo cottage baixo em calorias.

 

Condições da Pele e do Cabelo:

Com o consumo regular de sementes de linhaça você irá notar como a sua pele se torna mais suave. É útil para a pele seca e sensível aos raios do sol. É ideal para problemas na pele tais como psoríase e eczema.

Recomenda-se também como máscara facial para uma limpeza profunda do cútis. Ajuda na eliminação do pano branco, manchas, acne, espinhas, etc.,

é excelente para a calvíce e nutre também o cabelo.

Sistema Digestivo:

Previne ou cura o cancro de colon. Ideal para artrite, prisão de ventre, acidez estomacal. Lubrifica e regenera a flora intestinal. Expulsão de gases gástricos, é um laxante por excelência. Previne os divertículos nas paredes do intestino. Elimina toxinas e contaminadores.

 

Sistema Nervoso:

É um tratamento para a pressão. As pessoas que consomem linhaça sentem uma grande diminuição da tensão nervosa e uma sensação de calma.

Ideal para pessoas que trabalham sob pressão. Melhora as funções mentais dos mais velhos, melhora os problemas de conduta (esquizofrenia).

A linhaça é uma dose de energia para o cérebro, porque contém os nutrientes que reduzem os neurotransmissores (reanimações naturais).

 

Doenças Inflamatórias:

O consumo de linhaça diminui as condições inflamatórias de todo tipo. Refere-se a todas aquelas doenças terminadas em "TITE", tais como: gastrite, hepatite, artrite, colite, amidalite, meningite , etc.

 

Retenção de Líquidos:

O consumo regular de linhaça, ajuda os rins a excretar água e sódio. A retenção de água (Edema) acompanha sempre a inflamação de tornozelos, alguma forma de obesidade, síndrome pré-menstrual, todas as etapas do cancro e as doenças cardiovasculares.

 

Sistema Imunológico:

A linhaça alivia alergias e é eficaz contra o LUPUS. A semente de linhaça por conter os óleos essenciais Omega 3, 6, 9 e um grande conteúdo de nutrientes que precisamos constantemente, faz com que nosso organismo fique menos doente, por oferecer uma grande resistência às doenças.

 

Sistema Cardiovascular:

É ideal para tratar a arteriosclerose, elimina o colesterol, esclerose múltipla, trombose coronária tensão arterial alta, arritmia cardíaca, incrementa as plaquetas na prevenção da formação de coágulos sanguíneos. O uso regular de linhaça diminui o risco de padecer de doenças cardiovasculares.

 

Uma das características únicas da linhaça é que contém uma substância chamada taglandina, que regula a pressão do sangue e a função arterial e exerce um importante papel no metabolismo de cálcio e energia.

O Dr. J H. Vane, ganhou o prêmio Nobel de medicina em 1962 por descobrir o metabolismo dos óleos essenciais Omega 3 e 6 na prevenção de problemas cardíacos.

Uma outra forma de conseguir os benefícios da linhaça é consumir o óleo de linhaça, que é extraído da semente inteira, usando métodos de extração desenvolvidos especialmente para este fim (a frio). O produto obtido é engarrafado (para ser usado em saladas ou pratos frios) ou colocado em cápsulas gelatinosas, sendo utilizado como suplementação de Omega-3.

Estas informações foram tiradas daqui.

publicado por suzi às 10:19
link do post | comentar | favorito
.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.subscrever feeds